O atual vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires (PCdoB) se tornou o terceiro pré-candidato declarado para as disputas eleitorais de 2020. Numa candidatura pelo mesmo partido do governador Flávio Dino, o PCdoB, o vice-prefeito precisa ainda conquistar o partido por completo. Desfortalecido após rompimento com o governo municipal, Pires falou que se articula para derrotar o prefeito Américo de Sousa (PT).

Utilizando-se de tom forte e confiante numa entrevista dada para um blogue, Pires fez o anuncio da sua pré-candidatura para prefeitura de Coelho Neto em 2020. Evocou nomes de representantes do seu partido (PCdoB) e governo do estado, todos como sendo parte integrante da sua musculatura política. Porém, foi comedido ao demonstrar que nomes como o do Presidente do Diretório Estadual do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, ainda se diz desejoso em apoiá-lo devidamente ano que vem.

O presidente do PCdoB e aliado histórico do Governador Flávio Dino, Francisco Duduzinho, não fez parte dos nomes mencionados pelo pré-candidato. Em 2016, mesmo tendo sido apontado por Dino para compor a chapa de vice-prefeito de Américo de Sousa, Duduzinho acabou sendo trocado pelo peso político de Antônio Pires. Olhando por esse viés, não se sabe o quanto isso pode ter afetado as relações entre os dois comunistas, já que nunca mais foram vistos juntos desde o rompimento de Pires com o governo do PT.

Experiente e com um entendimento político tal como o de poucos, Pires se mantém com mandato desde quando entrou na política partidária. Todavia, segue desfortalecido após rompimento com o governo do qual ainda é vice-prefeito. Mas, nada impeditivo para articular com o que restou do seu grupo o objetivo de tentar derrotar o governo que ajudou eleger em 2016, o governo do atual Prefeito Américo de Sousa (PT).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui