fbpx

Política

Início Política Página 4

Deputado Duarte Junior tomará medidas em prol de moradores da comunidade cajueiro

0

Na quarta-feira, 14 de agosto, o deputado estadual Duarte Jr informou que adotará medidas em prol dos moradores da comunidade Cajueiro, em São Luís, que, no dia 12 de agosto sofreram um processo de reintegração de posse, para que a região dê lugar ao Terminal Portuário de São Luís, empreendimento sob responsabilidade da construtora TUP (Terminal de Uso Privado) Porto São Luís.

“Como Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, estou oficiando a OAB, Defensoria Pública Estadual, a Procuradoria do Estado e todos os órgãos estaduais e municipais para a garantia dos direitos fundamentais constitucionais das famílias”, informa Duarte Jr em vídeo publicado em suas redes sociais.

O requerimento protocolado pelo deputado solicita, de forma imediata, informações sobre o caso à Secretaria de Estado de Cidades (SECID), Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (SEMCAS).

Com base nos dados, Duarte Jr irá adotar medidas e realizar ações de garantia e fiscalização dos direitos dos moradores. No requerimento, o deputado cobra ainda informações da TUP Porto São Luís sobre a existência de acordos judiciais ou extrajudiciais envolvendo as famílias e se houve benefício garantido a elas. “E, por fim, a quantidade de famílias efetivamente atingidas com a reintegração de posse ocorrida”, diz Duarte.

Duarte Jr também lamentou a forma como a decisão judicial foi cumprida. “Lamento, pois essa decisão judicial não fez justiça. Pelo contrário, maculou direitos, não apenas daquelas famílias, mas de todos os agentes envolvidos”, afirmou Duarte, que destacou a necessidade de respeito aos direitos constitucionais. “Dentre os quais eu destaco a dignidade da pessoa humana”, conclui o deputado.    

Assecom: Deputado Duarte Junior

Partido NOVO 30 deve lançar candidatos a prefeito e vereador em São Luís

0

O período eleitoral se aproxima, e o partido NOVO Maranhão pretende lançar candidatos a prefeito e a vereador na cidade de São Luís. Para que haja candidatos pelo NOVO, os interessados deverão se submeter ao crivo de um processo seletivo, dividido em etapas. Este processo visa saber se, de fato, o pretendente está preparado ou não para ser um gestor ou legislador.

Para auxiliar os filiados e pré-candidatos o partido NOVO está finalizando os últimos detalhes de um curso preparatório, que visa a sua capacitação, e convida a todos aqueles que desejam dias melhores para a capital Maranhense e que são movidos por desafios, para que façam a sua inscrição no processo seletivo de candidatos a vereador ou a prefeito em 2020 na cidade de São Luís.

Para ser um desses pretendentes pelo NOVO, primeiro deve-se ser um filiado ativo. As filiações podem ser feitas através do site do partido, o NOVO é o único partido que não usa dinheiro público e sua filiação é fundamental para manutenção do partido e das candidaturas em 2020.

Descoberta pode tirar embaixada do filho de Bolsonaro

0

É a “velha política” em ação.
Mas, dessa vez, com uma diferença: um pai usando recursos públicos para ajudar o filho. No caso, Jair Bolsonaro quer evitar a derrota no Senado na indicação de seu filho Eduardo para a embaixada em Washington. Há um sério risco de a indicação não se aprovada, refletindo as pesquisas da opinião pública. A Folha investigou a pressão de Bolsonaro e viu a distribuição de favores, em parceria com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Trecho da reportagem da Folha:

Nas últimas semanas, Bolsonaro fez uma série de gestos ao presidente do Senado e aos parlamentares. Destravou a indicação de cargos e prestigiou dirigentes de partidos que têm assento na Casa. Alcolumbre, por sua vez, tem dito que vai dividir com os colegas as vagas que puder indicar.

Papel passado Deputados e senadores devem concretizar nos próximos dias a indicação de aliados a postos de projeção regional. As nomeações de dirigentes da Codevasf e do FNDE couberam ao DEM. As do Banco do Nordeste, ao PP do Senado.

O quê significa a volta de Moabe Branco para base do governo Américo no legislativo

Sem dúvida o cargo de prefeito é poderoso, mas nenhum pode prescindir de ótimas relações com o Legislativo. Ontem dia 07 (quarta-feira), uma foto onde posam sorridentes o prefeito Américo de Sousa (PT) e o vereador Moabe Branco (PSD), retrataram as boas relações entre os dois poderes e ainda que Américo encaixou o papel natural de líder nas eleições que se aproximam.

É cedo para afirmar com cem por cento de certeza que o programa social, Prefeitura na Comunidade já repercutiu no meio político. Porém, é fato que de repente todos os representantes da política em Coelho Neto já não olham como antes para o governo petista, nem deviam. Em comparação a oposição, Américo tem hoje nas mãos a maior fatia já formada de eleitores, notoriedade política, trabalho desenvolvido e muita capacidade para motivar opinião pública, eleitores e lideranças políticas.

Vereador Moabe, sorridente no encontro com o Prefeito Américo

Na oposição, até agora não há ninguém com capacidade de aglomerar lideranças e sobrepujar a força do governo que vai tentar reeleição. Por tanto, a imagem fotografada de um vereador sorridente por estar de volta à base do Governo Américo, mostra quem será o maior poder de atração de lideranças políticas e votos nas eleições de 2020, não tem como duvidar disso.

Antônio Pires declara pré-candidatura e já fala em derrotar seu principal adversário

O atual vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires (PCdoB) se tornou o terceiro pré-candidato declarado para as disputas eleitorais de 2020. Numa candidatura pelo mesmo partido do governador Flávio Dino, o PCdoB, o vice-prefeito precisa ainda conquistar o partido por completo. Desfortalecido após rompimento com o governo municipal, Pires falou que se articula para derrotar o prefeito Américo de Sousa (PT).

Utilizando-se de tom forte e confiante numa entrevista dada para um blogue, Pires fez o anuncio da sua pré-candidatura para prefeitura de Coelho Neto em 2020. Evocou nomes de representantes do seu partido (PCdoB) e governo do estado, todos como sendo parte integrante da sua musculatura política. Porém, foi comedido ao demonstrar que nomes como o do Presidente do Diretório Estadual do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, ainda se diz desejoso em apoiá-lo devidamente ano que vem.

O presidente do PCdoB e aliado histórico do Governador Flávio Dino, Francisco Duduzinho, não fez parte dos nomes mencionados pelo pré-candidato. Em 2016, mesmo tendo sido apontado por Dino para compor a chapa de vice-prefeito de Américo de Sousa, Duduzinho acabou sendo trocado pelo peso político de Antônio Pires. Olhando por esse viés, não se sabe o quanto isso pode ter afetado as relações entre os dois comunistas, já que nunca mais foram vistos juntos desde o rompimento de Pires com o governo do PT.

Experiente e com um entendimento político tal como o de poucos, Pires se mantém com mandato desde quando entrou na política partidária. Todavia, segue desfortalecido após rompimento com o governo do qual ainda é vice-prefeito. Mas, nada impeditivo para articular com o que restou do seu grupo o objetivo de tentar derrotar o governo que ajudou eleger em 2016, o governo do atual Prefeito Américo de Sousa (PT).

Duarte Jr. lança aplicativo para povo opinar sobre o seu voto na Assembleia

0

O deputado estadual Duarte Júnior (PC do B) anunciou, na sessão plenária desta terça-feira (6), o aplicativo Duarte Jr., com várias opções de interação da população com o deputado e coloca o eleitor no centro das decisões da Assembleia. O app é mais um meio para ficar por dentro de tudo que o deputado estadual Duarte Jr faz na Assembleia – e também para ajudar o parlamentar a decidir como votar nas sessões.

Gratuito, fácil de baixar e já disponível para os sistemas Android e iOS, o aplicativo Duarte Jr apresenta notificações diárias, com informações sobre as ações sociais e projetos de autoria do deputado. Na seção “Participe”, o deputado disponibiliza diariamente as propostas que serão votadas nas sessões plenárias e quem são os parlamentares que as protocolaram. Clicando nas propostas, você diz como gostaria que Duarte Jr votasse, clicando “sim”, “não” ou abstenção, e também pode enviar sua opinião sobre o projeto em questão.

“O aplicativo é mais uma ferramenta que incentiva a participação popular no processo de implementação de políticas públicas”, salienta Duarte Jr. “Além do projeto Deputado Em Sua Casa e audiências públicas nos bairros, agora é possível, por meio desta tecnologia, fazer com que as pessoas fiscalizem o meu mandato, opinem, participem, decidam sobre o meu voto e também denunciem problemas sociais ou ineficiência na administração pública, seja na esfera municipal ou estadual”, informa o deputado.

No App Duarte Jr, é possível enviar sugestões e denúncias sobre problemas em áreas como saúde, saneamento, segurança, iluminação pública e direitos do consumidor (especialidade do deputado), entre outras. O cidadão também tem acesso a notícias e vídeos, além de apostilas de Direito em PDF. “O diálogo é fundamental, é a base da democracia e, para que possamos tomar decisões cada vez mais justas e necessárias em prol da melhoria da qualidade de vida das pessoas, se faz necessário não nos trancarmos em bolhas e, para isso, o aplicativo é uma ferramenta fundamental.”, concluiu Duarte.

Fonte: Assecom/ Dep. Duarte Jr.

No seu projeto de retomada do consenso popular, Américo não esquece áreas historicamente esquecidas

ESTE ARTIGO CONTEMPLA

  • Ascensão do consenso popular do governo Américo de Sousa
  • Projeto Social Prefeitura na Comunidade
  • Áreas do campo recebem atenção mais uma vez

No geral, o período que decorre entre duas eleições políticas, há uma configuração em forma de curva no andamento do consenso popular para com os governos: depois de um estado de graça inicial, o consenso popular tende a diminuir progressivamente, até tocar o nível mais baixo e a meio mandato, para depois subir de novo no período de aproximação às eleições políticas seguintes.

O governo Américo pacientemente sabe dessa máxima, como sabe que está na hora de retomar o seu crescimento nessa curva de consenso popular.

IMPACTO SOCIAL

Depois de organizar suas estruturas administrativas e regular ações básicas corriqueiras, é chegada a hora de partir para o implemento de projetos que sustentem a retomada dos valores tão degradados pelos ataques da oposição política. Para isso, o governo petista está colocando em prática um projeto social criativo, capaz de gerar impacto nas áreas da inclusão social, atenção a saúde básica e estética pessoal, conscientização em diversos temas, infraestrutura, esporte, dentre outras.

Sua primeira edição já aconteceu, com diversas atividades sociais celebradas como vemos nas fotos abaixo.

O COMEÇO NO CAMPO

Para dar impulso ao novo ciclo que se aproxima, o governo implementa seu projeto social em áreas historicamente esquecidas pelas gestões anteriores, o campo. Prefeitura na Comunidade, pensado e moldado para gerar o maior impacto social possível e mudar o jeito em que os cidadãos avaliam o governo Américo, tem alcance extenso dentro do território coelhonetense.

Foram treze povoados impactados nessa primeira ação, com ativa participação da população que além de se envolver nas ações, puderam ser ouvidas por secretários, vereadores e o próprio Américo, sobre suas demandas mais urgentes.

A construção do consenso passa, pela capacidade de desenvolver um sistema de gestão das relações e políticas públicas eficazes. Num contexto em que os cidadãos-eleitores querem ser cada vez mais ouvidos e poder dar a sua opinião, um governo não pode limitar-se ao trabalho desenvolvido de portas fechadas. Américo de Sousa (13) acertou ao lançar um projeto social que envolve os cidadãos e, no fundo, demonstra atenção para com eles.

Nas eleições de 1982, aconteceu algo inédito: nenhum vereador de mandato foi reeleito em Coelho Neto

No Brasil, 1982 marcou o começo da redemocratização com a primeira eleição depois de 17 anos, a primeira eleição pluripartidária da história. Em Coelho Neto, acontecia algo inédito, a renovação por completa de todos os vereadores municipais. O que é mais interessante nesse fato histórico da nossa política, foi que os eleitores coelhonetenses fizeram uma espécie de campanha para isso acontecer.

O prefeito eleito em 1982 foi o conhecido Raimundo Guanabara do extinto Partido Democrático Social (PDS), onze vereadores assumiriam o legislativo. Inusitadamente nessa mesma eleição, o povo iniciou uma campanha para não eleger nenhum vereador de mandato, algo que serviu como reforço nos discursos do novos pretendentes. O resultado disso foi uma Câmara cem por cento renovada, dali em diante, isso nunca mais aconteceu.

Resultado das eleições de Coelho Neto – 1982 / Amplie para ver os nomes

Ontem dia 01 de Agosto (Quinta-Feira), a Câmara Municipal iniciou seus trabalhos legislativos. Mas, é possível observar na foto enviado por um leitor que houve um certo desinteresse da população com o início dos trabalhos Legislativos.

Foto Reprodução – Início dos trabalhos legislativos, 2º Semestre de 2019

Participe da enquete e dê sua opinião sobre a atuação dos nosso vereadores em Coelho Neto:

Ilson Baiano, listável até para vice de Américo de Sousa em 2020

Para as eleições de 2020 já podemos observar um movimento se intensificando nos bastidores políticos, o amadurecimento dos nomes que concorrerão na disputa pelo consenso popular. Sobre quem serão, sabe-se muito pouco ou apenas que: Américo de Sousa do (PT) vai disputar reeleição, Soliney Silva do (MDB) declarou publicamente que será um dos, e que Luís Serra do (PSD) definitivamente não colocará seu nome de forma direta no jogo eleitoral.

A questão é que, com os dois nomes mais notórios cada vez mais fora da disputa, um espaço se abre. Ideal para que nomes politicamente ativos como o do recente ex-candidato ao cargo de Deputado Estadual, Ilson Baiano, assuma de forma natural um encaixe pela oposição nesse espaço. Alinhado com o governo Flávio Dino (PCdoB) e atuando distante da estratégia de criticar todos para se promover, Ilson Baiano até mesmo faz seu nome listável nas opções de vice do petista Américo de Sousa.

Seria totalmente incoerente lutar contra o poder político do governador Flávio Dino, a quem apoiei quando fui candidato em 2018. Quero seguir alinhado com ele até quando for possível e viável para minhas pretensões em 2020.

Ilson Baiano (Civilidade)

Ilson Baiano tem se movimentado, procurando primeiro entender o contexto e o cenário político, juntando as informações básicas que usará para fazer sua tomada de decisão final. Decerto, já entende bem o tamanho do desafio que tem pela frente, sendo o maior deles ir contra a força de influência que o Governo Américo mantém sobre o Governo de Flávio Dino.

Sobre ser cogitado como vice do Américo em 2020, Ilson diz que a pergunta veio de uma pessoa do governo, que ele não sabe dizer o nível de aproximação dessa com o prefeito. “Vejo a pergunta como um pensamento que passou pela cabeça dessa pessoa. Acho cedo para mudar meus planos e disputar um cargo abaixo do que pretendo no ano que vem, mas são muitas forças envolvidas e a maior delas é a direção que o nosso governador vai decidir tomar”, relatou Ilson Baiano.

Após matéria da revista ÉPOCA, imagem política de Soliney fica a deriva

O Ministro Dias Toffolli, suspendeu todos os processos e inquéritos que utilizavam dados bancários compartilhados sem autorização da justiça e obtidos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF. Uma matéria postada no site da revista ÉPOCA sobre a decisão do presidente do STF, usou a denúncia contra o ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva, para exemplificar os diversos indícios de saques em quase 300 prefeituras do Brasil no valor de R$ 2 bilhões.

Apesar da decisão favorecer o ex-prefeito, pois suspende de vez o processo contra todos os investigados e inclusive ele, não o deixa em situação favorável no tocante a sua imagem política. Principalmente, por pretender voltar ao cargo no qual está sendo denunciado pela Procuradoria Regional da República – PGR, por ter supostamente desviado R$ 3,7 milhões entre 2009 e 2011.

Aos poucos Soliney vem deixando de ser conhecido por seu refinamento no trato político, e hoje se vê sendo sugado para dentro de um buraco negro político criado por ele. Por isso, nem mesmo é preciso oposição atacando o ex-prefeito para gerar o desgaste na sua imagem.

No momento em que Soliney Silva deveria subir no consenso popular, a tendência tem sido o contrário. Com a situação ficando cada vez mais fatigante, visto que quando as forças de coalisões do cenário político se deparam com falta de consenso popular tudo muda. Fazendo com que esses grupos comecem a questionar a solidez na candidatura anunciada pelo ex-prefeito.

A matéria definitivamente deixa um grande arranhão na imagem e na credibilidade da candidatura do Soliney nas eleições 2020. Prejudicando muito seu poder de atrair as coalisões (grupos de lideranças e políticos) que, definem as eleições.

Posts Populares

Meus Favoritos

Governo Américo começa a instalar iluminação livre de manutenção e sustentável

Por possuir uma longa vida útil, as luminárias LED evitam substituições constantes e prejuízos, o que garante economia na manutenção.