Trinta e nove por cento dos vereadores da Câmara Municipal de Coelho Neto vieram do palanque do ex-candidato Luís Serra (PSDB) em 2016, mesmo assim, antes de iniciar o mandato muitos deles optaram em conectar-se ao projeto de governo do futuro prefeito eleito, Américo de Sousa (PT). Era algo crucial para que o novo governo desenvolvesse suas ações com certa governabilidade.

Logo nos primeiros meses de legislatura, Luís Serra viu parte dos recentes correligionários apoiando uma causa em seu desfavor, a desapropriação de um de seus imóveis. Sem acreditar no que via, teve que rever sua relação de amizade e política com cada um deles, como consequência disso, os mesmos também perderam recursos humanos de dentro da coligação que sustentou suas eleições no ano anterior.

APOIO NA ESTACA ZERO

Grupos de lideranças como o G6 e o G20 (Novo G6), já estão se remodelando para as eleições que se aproximam. Cada um dos dois grupos em formação têm como critério principal, não aceitar nenhum vereador de mandato em suas composições. Nem que para isso, tenham que escolher um partido fora do alcance de qualquer vereador de mandato.

Do grupo eleito com ajuda do Luís Serra, apenas Ricardo Chaves (Civilidade) se manteve coerente e posicionado no mesmo lugar sem oscilar. Sendo assim, o único que não passará pelo desgaste de uma mudança de partido ou grupo, simplesmente por não ter abandonado suas bases. A rejeição dos demais dentro do antigo grupo forçará a montagem de novos grupos de apoios, se não, uma submissão aos grupos que os aceitarem nas suas condições.

FORTALECIMENTO PETISTA

O Partido dos Trabalhadores (PT) é a opção mais inteligente para esses dissidentes, já que não irão conseguir espaço em seus antigos grupos. Apesar de terem vindos da oposição política, nomes como o do vereador Luís Ramos (PSD), têm suas atuações diretamente ligadas ao governo Américo. Portanto, será fatalmente perigoso para ele, assim como qualquer um que veio do grupo do Luís Serra, assumir posicionamento de oposição contra o PT depois de ter defendido e apoiado o mesmo desde o início dos seus mandatos.

Américo de Sousa sabe muito bem que os vereadores que compõem sua base na Câmara terão boas chances de reeleição ficando ao seu lado em 2020, e não deixará escapar nenhum deles, com a simples estratégia de fortalecer a sua base de votos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui