O vereador Moabe Branco (PSD), postou um vídeo pedindo desculpas a todos aqueles que o elegeram vereança. Ele também criticou o novo decreto municipal, confundiu “comunismo” com apoio às novas medidas sanitárias, e disse que Deus cobrará por isso.

O vereador Moabe Branco, por duas vezes esteve na base aliada do governo Américo de Sousa (PT). Durante esse entra e saí confuso, e enquanto governo, se posicionou totalmente a favor do que ele descreve erroneamente de “COMUNISMO“. O ponto alto do vídeo ocorreu quando ele assumiu sua incapacidade política como vereador, pedindo desculpas a todos que votaram nele.

O COMUNISMO NÃO EXISTE

Moabe é daqueles que demoniza a palavra “comunismo”, sem saber que esse tal demônio que ele tanto fala em seus discursos entrou em colapso e deixou de existir na década de 80 com a Queda do Muro de Berlim.

Queda do Muro de Berlim em 1989

Comunismo é uma ideologia política e socioeconômica, que pretendia promover uma sociedade igualitária, sem classes sociais e “apátrida”, baseada na “propriedade comum dos meios de produção”.

Para existir o comunismo em um determinado país, é necessário que tal país elimine a propriedade privada dos meios de produção. Ou seja, o governo deve nacionalizar (como os americanos dizem) ou estatizar (como os europeus e nós dizemos) as fábricas, fazendas, grandes empresas etc.

Nem mesmo a Venezuela ou a China é comunista, existem empresas privadas e o livre comércio lá. Já a Coreia do Norte existe uma ditadura, e ditadura existe em governo de esquerda e de direita, aliás, deixa eu me calar aqui…

NÃO É COMUNISMO

Os governos e partidos de esquerda atuais são social-democratas, até mesmo o PCdoB (Partido Comunista do Brasil) é social-democrata, e olha que ele tem o comunismo no nome.

A palavra comunismo hoje é muito utilizada nos discursos de ódio contra governos e partidos de esquerda, só um ridículo desescolarizado pode ver, portanto, no Brasil atual, algum “comunismo” ou alguma “ideia de comunistas”.

Por favor, não passe vexame por aí, repetindo bobagens que acabaram após a Guerra Fria, não passe vergonha, combinado?

E que bom que, Deus não vai cobrar o que não existe em Coelho Neto, nem no mundo.

Adepto do mesmo negacionismo bolsonarista que tem colocado o Brasil na ponta mais alta dos índices de mortos e infectados por covid19 no mundo. Parecendo estar ainda mais confuso do que nunca, Moabe mesclou no discurso gravado em vídeo medidas sanitárias com ideologia politica extinta a mais de 30 anos.

O assunto é polêmico, mas trata-se de apontamento de caminhos sobre nossa economia e saúde pública, nunca de ideologia política e politicagem, Talkey (TÁ OK)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui