Existe uma grande possibilidade do prefeito Américo de Sousa (PT) não disputar as eleições 2020 e ser substituído, o motivo seria a pouca possibilidade de contornar o quadro de rejeição que se instalou em torno do seu nome. Na tentativa de salvar o mandato do seu pequeno grupo, Doutor Regino foi procurado para vaga de vice-prefeito, mas ele não aceitou e teria exigido ser o majoritário na chapa petista.

Sem tempo para construir uma mudança de reputação e sem algo substancial para apresentar, Américo começa entender que sua candidatura se tornou inviável. Seus maiores feitos foram as reformas de algumas escolas que aconteceram em 2017, de lá para cá nada de mais foi realizado.

O projeto social feito para lhe render aprovação popular, o prefeitura na comunidade, não caiu nas graças da população. O projeto que dura uma manhã e um pedaço de tarde não deixa quase nada de benfeitorias permanentes. Não demora muito e a população logo se depara com os mesmos problemas de dias antes da visita do projeto.

Ao dizer que não ouviria reivindicações que não viessem de um sindicato totalmente apático no que toca a defesa dos direitos dos seus associados, Américo acabou afastando de vez o apoio dos servidores efetivos. O grupo do prefeito encolheu desde que esse assumiu o poder, e já se instaurou uma preocupação coletiva sobre a grande possibilidade desse se ver fora de um poder do qual mal entraram.

Diante dessa situação, ouve-se nos bastidores que Dr. Regino Aristide foi procurado para compor a chapa petista na vaga de vice-prefeito, e assim partir para o embate com um fator moderador da rejeição do prefeito Américo. Mas, que esse teria feito uma imposição para se apropriar do lugar do rejeitado Américo de Sousa na chapa majoritária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui