Sem experiência com os limites da máquina pública em um tempo que já passou, Américo de Sousa (13) cometeu alguns excessos ao exercer o papel de uma oposição que só cobrava. Mas, se esse legado já ultrapassado é reconhecido hoje como algo além do necessário, por qual será o motivo que prés-candidatos insistem tanto em se tornar um erro assim?

TRANSFORMA O CRITICADOR NA COUSA CRITICADA

Umas das maiores figuras da literatura lusófona, Luis Vaz de Camões, fez uma obra em forma de poema com o titulo: “Transforma o amador na cousa amada“. Ele demonstrou com perfeição como o amor é capaz de transformar aquele que ama na “cousa amada” infundindo na alma do sujeito as qualidades percebidas no objeto.

Aqui em Coelho Neto, vídeos na internet são as obras que transformam pretendentes a cargos públicos em cópias do que já nem existe mais. Por mais que boas ações sejam concretizadas, tais pretendentes nunca elogiarão. Mesmo que, projetos sociais necessitem da participação de todos, esses jamais participarão trazendo ideias e opiniões. Ainda que seja democrático reconhecer os acertos, esses nunca serão reconhecidos.

EFEITO CARIOCA DO POVO

Nas eleições que se aproximam, os eleitores terão que escolher entre candidatos que têm o que apresentar de fato, candidatos com promessas futuras e candidatos que só sabem apontar problemas criticando seus adversários.

Como já vivemos outros tempos, o expurgo dos arrojados na arte de criticar para se promover virão na forma automática de justa rejeição. A título de exemplificar isso, vejamos o caso do ex-candidato a Deputado Estadual Carioca do Povo (PRTB). Focado na mesma estratégia de só criticar, nunca participar e muito menos reconhecer acertos, Carioca tirou pífios 1002 votos nas eleições de 2018.

Apesar de uma campanha feita com um nível de alcance estadual, criticar por criticar o tirou da jogada bruscamente.

Carioca do Povo – Ex-candidato a Deputado Estadual do Maranhão

O que ocorreu com Carioca do Povo é uma confirmação simples de que o eleitores sabem que política de oposição não é jogo de futebol onde se tem lado A ou B, e que a grande maioria percebe com maus olhos certas formas de promoção pessoal, pois já se cansaram de uma oposição que se atina somente em criticar, criticar e criticar.

No inicio é até bonito, mas com o tempo fica chato e batido. 2020 vem aí, com representantes reconhecidos por aquilo que tem de melhor para: Mostrar, Prometer e Criticar. Pense nisso!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui