Estamos nos aproximando das convenções partidárias que definirão quem serão os candidatos aos pleitos de vereador e prefeito. No grupão de pré-candidatos da terceira via, data e modo de como será deliberado a escolha dos dois majoritários já foi acertado pelos integrantes do grupão.

A pandemia do coronavírus jogou para frente as convenções partidárias, elas aconteceriam de 20 de julho a 5 de agosto, mas a promulgação da Emenda Constitucional (EC) nº 107/2020 estipulou que essas serão realizadas no período de 31 de agosto a 16 de setembro.

Para o eleitor coelhonetense o que temos de antecipado são apenas os nomes de Bruno Silva (11) e Américo de Sousa (13) na disputa pelo cargo executivo.

A DATA DA ESCOLHA

08 de setembro, essa é a data apalavrada entre os pré-candidatos da terceira via para apresentação de sua chapa definitiva. O processo de escolha começa com uma pesquisa eleitoral que será realizada no dia 05 de setembro, feita por um instituto indicado em comum acordo pelo grupo. E após o registro dessa no site do TSE no dia 08 de setembro, a escolha e apresentação da chapa majoritária será efetivada.

O MODO DE ESCOLHA

Para justificar o modo, e os critérios de escolha da chapa da terceira via, precisamos entender qual o significado que isso representará ante o eleitorado. A terceira via, está estacionada na lacuna entre a primeira e segunda via. Um lugar feito para acolher lideranças desmotivadas com a forma de agir e fazer política das demais vias.

O modo de escolha vai tomar como base não só o resultado da pesquisa, mas também a capacidade do candidato em expressar os valore adotados pelo grupo. Estão no páreo até este momento Doralice Santana (10), Doutor Sampaio (45), Antônio Pires (22) e Albino Klauberth (25).

Além disso, será apreciado o critério de aceitabilidade do nome, visto que durante as eleições o candidato precisa manter-se em crescimento constante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui